terça-feira, 10 de julho de 2012

O Prisioneiro do Céu - Carlos Ruiz Zafón


O Prisioneiro do Céu, de Carlos Ruiz Zafón


Não há melhor livro "á la Fermin" que este! Parece até ter sido escrito pelo próprio.

"O Prisioneiro do Céu" é uma comédia de costumes pausada e envolta em mistério, não temos a adrenalina provocada por "A Sombra do Vento", mas é igualmente viciante.

A continuação deste puzzle que é o Cemitério dos Livros promete a história de Fermin, uma trama bastante rocambolesca que mistura vários clássicos da literatura, se fosse com outro assunto que não um paraíso para bibliófilos que é o Cemitério dos Livros, iria ser apelidado de cópia, mas aqui, coloca-se que nem uma luva.

Ainda não tive a oportunidade de ler o "Jogo do Anjo", mas para quem leu existe uma chave que compõe os 3 livros que ainda estou para descobrir. Mesmo assim, existe ainda uma chave final que está prevista pelo autor para 2014. Aguardo ansiosamente.

Mais um livro fantástico e impossível de pousar na mesa.

A minha avaliação:*****



sábado, 23 de junho de 2012

As Serviçais - Katherine Stockett



As Serviçais - Katherine Stockett


Depois de ver o filme inspirado no livro duas vezes, não pensei em ter o entusiasmo necessário para le o livro, mas revelou-se o contrário: é "imparável" e absolutamente fantástico, tanto como romance histórico, como obra sobre o preconceito na sociedade americana do século XX.


A história divide-se em três personagens: a Skeeter, a Abileen e a Minny (a minha favorita), narradas na primeira pessoa. Vim a descobrir algo de que tinha desconfiado desde as primeiras páginas, a autora identifica-se bastante com Skeeter, pessoalmente, dando-lhe uma tri-dimensionalidade muito mais densa que às restantes personagens.

Digamos que dá um outro fôlego construir outro filme na minha cabeça com os actores e actrizes do filme. Recordo que é praticamente impossível colocar um livro, palavra a palavra, num filme, torna-se aborrecido e monótono, por isso a adaptação para o ecrã está perfeita em cada detalhe, não lhe acrescentava nem tirava mais nada.

A minha avaliação: *****

terça-feira, 19 de junho de 2012

Flores Caídas no Jardim do Mal - Mons Kallentoft


Depois de ler o Outono e a Primavera apenas com um intervalo de um livro, e após a leitura da sinopse estrondosa que compõe este livro, digamos que fiquei ligeiramente decepcionada, esperava algo mais, grandioso, sobre terrorismo, algo relacionado com a crise económica, mas saiu-me mesmo o "tiro pela culatra".

Claro que revelar os mistério principal é dar um tiro ao livro, mas a estação final merecia bem melhor. No entanto, segundo Mons as estações não são 4 mas sim 5, por isso as investigações de Malin Fors não acabam aqui. Mas é neste livro que vemos a luz para um final, isto por ser neste livro que se revela um segredo que se tem vindo a "arrastar" pela família da Malin desde o início da saga...

Espero ter aguçado a curiosidade :)

Não o considero estrondoso ou fantástico, mas sim mediano...

A minha avaliação: ***

terça-feira, 5 de junho de 2012

quinta-feira, 31 de maio de 2012

A Sombra do Vento - Carlos Ruíz Zafón


Quando escolho um livro da minha "mini-biblioteca" para ler, existe sempre um facto, uma história por trás da leitura dele.
Neste livro para além de ler e principalmente, ouvir boas críticas, estava a precisar de um romance leve para transportar e leve de leitura, de vez em quando preciso de libertar a mente da viagem que é a fantasia e da adrenalina dos policiais.

Posso dizer que no fim nos deixa com um "sabor doce", tudo é resolvido e explicado, apesar das confusões ao longo da narrativa, que nos levam a concluir na nossa cabeça algo e que no fim se resolve de outra maneira. É absolutamente fantástica a relação do autor com os livros, e especialmente, sobre a reflexão do que nos faz sentir, levando-nos a procurar mais além do livro...

Por mais curioso que seja, todas as obras nos levam a adorar o personagem principal, não sei se sou eu que sou diferente dos outros leitores deste livro, mas adorei o Fermín, um personagem secundário.

Digamos que o Sr. Carloz Ruíz Zafón foi uma verdadeira, a agradável, surpresa. Tornei-me fã :)

A minha avaliação: *****

sábado, 19 de maio de 2012

Segredo Oculto Em Águas Turvas, Mons Kallentoft


Segredo Oculto Em Águas Turvas, Mons Kallentoft


Pode parecer bastante estranho mas leio sempre este autor nas estações erradas, o facto mais estranho ainda, é que em plena primavera, na minha recta final do livro, cai um dilúvio na zona onde moro, tal como na acção do livro, uma fantástica coincidência...

Depois de muita fantasia já tinha saudades de um bom policial nórdico que não me deixa pousar o livro na mesa-de-cabeceira e me leva a "dar cabeçadas" antes de adormecer. Isto tudo para descobrir quem foi o assassino.
Dos 3 que li do autor, sendo os anteriores: Sangue Vermelho em Campo de Neve e Anjos Perdidos Em Terra Queimada, confesso que este foi o melhor que li até agora.

Ás vezes debatia-me com a investigadora principal, Malin Fors, para lhe dizer "Acorda!", mas enfim, lembrei-me dos acontecimentos do livro anterior, e claro, se algum comum mortal tivesse passado pela mesma situação ia ficar igual ou parecido.
É sabido que não costumo gostar de personagens comuns, banais, que podemos encontrar no dia-a-dia, mas é impossível não gostar dos personagens criados pelos nórdicos, são normais, mas acima de tudo, são tri-dimensionais, têm sentimentos, têm uma personalidade própria.

O que contribui também para ficarmos completamente agarrados a um policial nórdico é o estilo de escrita, directo, simples, conciso e cheio da acção.
Não existem tempos mortos num policial vindo do gelo...

A minha avaliação: *****

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Luz e Sombras - Anne Bishop


Luz e Sombras, de Anne Bishop


Depois de ler Os Pilares do Mundo não resisti a ler o 2º já estava por aí a "espreitar".

A narrativa é absolutamente empolgante, tal como o 1º livro, no entanto, em comparação com o anterior a história não está tão centrada na Ari, e vamos explorar o Ocidente do território e conhecer novas personagens.

Para não me alongar e fazer "spoiller" digo que adorei o Liam e principalmente, que estou a adorar o lado menos romanceado, mas bastante mais épico, emocionante e fantástico da autora. Mas o humor negro e a ironia continuam lá, o que lhe dá um "sabor" bastante fresco.

A minha avaliação:*****