terça-feira, 30 de agosto de 2011

As Mentiras de Locke Lamora


Como primeiro livro de uma saga está definitivamente fantástico, tiro o chapéu ao Sr. Lynch :) E claro, não vou querer perder o "Red Seas Under Red Skies"...

O ambiente inicial não revela muito da fantasia que há no livro, e sinceramente, comecei a pensar se estava a ler um livro histórico ou de fantasia, mas a meio fiquei rendida para a fantasia. A cidade de Camorr, a cidade principal, lembra-me Veneza, com os canais de água, calabouços e outros... É um mundo medieval, com traços de fantasia épica e muitos ladrões à mistura.

O Locke Lamora é uma personagem fantástica, "mente com quantos dentes tem na boca", e é hilariante nos primeiros capítulos quando é uma criança. Inventa mentiras que causam catástrofes, até ser disciplinado para se comportar como um "Senhor Ladrão" para esvaziar os cofres da nobreza de Camorr.

Tem uma estrutura muito paticular: cada capítulo divide-se em dois, o capítulo e o interlúdio, que nos explica mais detalhes da infância de Locke ou da história fantástica de Camorr, e dá-me a sensação que as lendas e histórias não acabam, o que é muito útil para o leitor que não interrompe a acção para ouvir uma lenda ou história aparte.

O Locke Lamora e o Scott Lynch são um dupla imparável que tem muito para contar.

A minha avaliação: *****

Sem comentários:

Enviar um comentário